Comprar ou não comprar via Internet, eis a questão

Percebo em minhas aulas que – ainda hoje – muitos ainda não gostam de comprar via Internet. Insegurança, medo de não receber o que comprou e preocupação em digitar dados pessoais em algum site são algumas das razões apontadas. E não é para menos, muita coisa ruim pode acontecer mesmo. E também pode acontecer MUITA COISA BOA!

Comprei uma escova de dentes elétrica via Internet. Apesar de meu dentista ser contra escovas elétricas – elas não limpam direito – eu já usava uma há vários anos, sempre gostei muito dos resultados. Recentemente, depois de muito tempo de serviços prestados, ela deu seus últimos suspiros, e eu não estava conseguindo achar outra semelhante. Há sim muitas escovas elétricas no mercado, mas todas funcionando com pilhas, que não proporcionam a mesma eficiência daquela minha companheira de muitos anos.

Apesar da resistência de meu dentista, conversei com ele sobre o assunto. Em vez de críticas, ele deu uma sugestão: “Já ouvi falar de uma escova sônica, desenvolvida por um dentista, parece que ela funciona”. Não tive dúvidas, procurei o produto no Google, encontrei, comprei. Porém, logo na primeira tentativa de uso, já veio o primeiro problema: mesmo ligada por 24 horas na energia elétrica, ela não funcionou. Pronto, pensei, ninguém mandou comprar pela Internet. Fiz de conta que nada aconteceu, carreguei por mais 24 horas, deu certo, passei a usar regularmente a escova.

No entanto, fiquei cismado com a durabilidade da carga. O manual que acompanha o produto fala em autonomia de duas semanas sem nova carga. A minha escova estava “aguentando” só dois dias. Usei mais um pouco, sempre cismado, resolvi reagir. Enviei um e-mail à empresa que importa o produto, a reação deles foi ABSOLUTAMENTE SURPREENDENTE.

Acreditem, a resposta veio em apenas duas horas, e do próprio DIRETOR COMERCIAL. Explicava que a autonomia não era de duas semanas exatas, mas aproximadas, tudo dependeria de como e por quantas pessoas a escova era usada. Claro, fiquei muito satisfeito, não exatamente com a resposta, mas por TER UMA RESPOSTA, era uma empresa que RESPEITAVA o cliente. Mas ainda estava cismado, o manual falava em duas semanas de autonomia, mesmo que aproximadas. Enviei novo e-mail.

Minha surpresa AUMENTOU, o diretor sugeriu tão que eu enviasse a escova para análise. Mais surpreendente ainda, eles enviariam uma nova INDEPENDENTEMENTE desta análise, bastaria eu postá-la e comunicar o número de rastreabilidade que o Correio oferece. Inacreditável, não é? Nunca vi tamanho respeito ao cliente. Pois é, comuniquei o tal número de rastreabilidade e no dia seguinte já recebi e-mail deles com outro número de rastreabilidade, agora era da nova escova que seria entregue. No dia seguinte o produto já estava em minha casa.

Claro, enviei e-mail agradecendo e ELOGIANDO MUITO tamanho respeito ao cliente. O diretor respondeu que clientes como eu são muito valorizados pela empresa, pois são opiniões assim que permitem o aperfeiçoamento dos serviços e produtos oferecidos. Ele comentou também que a partir de setembro de 2012 lançarão a primeira escova biodegradável do Brasil, divulgada na Rio+20 em palestra proferida pelo CEO, Dr. Veit. E sugeriu que eu acompanhasse as ações da empresa através das mídias sociais, que FAÇO QUESTÃO DE DIVULGAR AQUI:

– www.facebook.com/drveitprodutos
– www.blogdrveit.com
– www.twitter.com/drveit

Fantástico, não é? Comprar ou não comprar via Internet não é a questão, precisamos sim é de empresas – e pessoas – coerentes, sensatas, que fazem o que é preciso fazer. Via Internet ou olho no olho. Certamente estaremos contribuindo para um mundo melhor assim.

Ah, a propósito, estou fazendo um teste com meu dentista. Ele fez uma limpeza completa em meus dentes e em três meses veremos os resultados da nova escova, se o nível de limpeza será mantido. Nem preciso dizer que estou muito confiante, afinal estou lidando com um produto de uma empresa altamente responsável. Dá ou não gosto viver em um mundo assim?