Fair play

Em algum momento durante os jogos da Copa do Mundo – e MUITO ANTES daquele jogo com a Alemanha – comecei a questionar meu comportamento. Será que estava certo torcer…
… por um jogador que não consegue fazer uma jogada competente e em vez disso se joga tentando ganhar um pênalti?
… por um goleiro que dá um pontapé desnecessário e maldoso no adversário?
… por um lateral que vê a bola sair do campo e insiste com o bandeirinha que não saiu?

Apoiando jogadas assim, não estaria eu concordando – apoiando – atitudes desonestas? No caso do goleiro que deu um pontapé maldoso, não estaria eu apoiando um ato criminoso?

Nos muitos textos publicados durante os jogos, um particularmente me impressionou. Há algum tempo houve um jogo no Maracanã em que uma torcedora jogou um rojão dentro do campo, próximo ao goleiro Rojas, que ficou todo ensanguentado. A cena foi impressionante. O que eu não sabia é que depois foi provado que o tal goleiro tinha uma lâmina e havia cortado seu pulso de propósito! Ele havia premeditado esta situação! Dá para acreditar nisso?

Não quero parecer ingênuo ou até mesmo puritano, mas será que torcer em jogos assim não é o mesmo que apoiar atitudes “leve vantagem você também” na vida? Na família, nas empresas? O que você acha de alguém que ouve a boa ideia de um colega e a apresenta a seu gestor como se fosse sua? Não lembra o goleiro criminoso?

De forma menos explícita, “leve vantagem você também” não é o que pensa quem vai a um treinamento só para não trabalhar naquele dia? Será que esta pessoa está sendo honesta com a empresa? Pior, está sendo honesta com ela mesma? Ela está mesmo levando vantagem?

Felizmente resolvi continuar torcendo, senão não teria visto…
… um jogador chutando a bola para fora só porque viu um adversário caído e precisava para o jogo para a equipe médica entrar!
… os jogadores de Grécia e Costa Rica se cumprimentarem após uma boa jogada!
… o goleiro alemão Neuer ser derrubado em mais um lance maldoso, levantado de imediato – nem pensou em reclamar com o juiz – chutado a bola para frente e a Alemanha quase marcar um gol!

Pois é, o time do Neuer venceu a Copa. Pois é, a Copa deixou muitas lições! Que bom ter visto os jogos!

Fernando Andrade
www.pessoasetecnologia.com.br
fernando@pessoasetecnologia.com.br
(11) 9 9943-4909, 3214-0519