Você sabe o que está anotando?

No meio da aula uma aula uma aluna fica sem paciência comigo e fala meio nervosa:

– Mas, professor, se não anoto, não vou lembrar depois!

Tenho uma metodologia de aula – e acredito que até de vida – bem simples e ao mesmo tempo extremamente eficaz: primeiro entender e depois agir. Tem sido uma maneira sábia de viver a vida!

Transportada para a sala de aula, esta filosofia de bem viver significa que os alunos devem primeiro prestar atenção na explicação e só depois anotar e praticar – ou praticar e anotar. Combino esta estratégia logo no início, acompanhar e discutir comigo uma explicação mostrada em telão e só depois fazer um exercício prático – e anotar, caso o aluno queira!

Mas a Cristina insistia em anotar ENQUANTO eu explicava. E ficava perdida! Enquanto anotava o passo 1, eu já estava no 3 ou 4. E na hora de fazer o exercício prático, não tinha a mínima ideia do que fazer. Até procurava em suas anotações alguma luz, mas sem sucesso, faltavam vários passos.

A aula continuou, ela insistia em anotar na hora errada e eu o tempo todo sugerindo que ela apenas olhasse o telão. O momento para anotar iria chegar enquanto ela fizesse o exercício, eu reforçava sempre.

– Ah, mas vou esquecer se não anotar!

Mas a Cristina não conseguia parar de anotar, ela tinha certeza de que iria esquecer tudo.

Sei que cada um tem seu método de aprender. Alguns nem precisar anotar ou praticar, basta receber uma explicação para entender. Eu já sou um pouco mais parecido com a Cristina, preciso anotar – mas DEPOIS de entender o que realmente é relevante.

Resolvi radicalizar! Terminei uma explicação no telão – e ela anotando – e fui imediatamente para o computador dela. Esperei ela terminar de escrever. Quando começou a consultar suas anotações para tentar repetir os passos do exercício, peguei delicadamente seu caderno e fechei. Quando ela executava um passo, eu perguntava o que precisava fazer em seguida. Ela pensava, lembrava e executava o passo seguinte corretamente. E assim foi até o final do exercício.

Até agora lembro da expressão de felicidade em seu rosto, fazer aquele exercício sem consultar as benditas anotações foi uma grande experiência. Para ela e para mim!

Claro que as anotações seriam importantes, afinal nossa memória pode ser curta e nem sempre conseguimos lembrar de algo no futuro. Ou no dia seguinte (rs). Só que anotações realmente eficazes são aquelas feitas depois de entendermos muito bem o que estamos anotando. Só assim funcionam!

Bom, pelo menos deu certo com a Cristina. E dá certo comigo! E dá certo com meus clientes! Fico muito contente com os resultados!

Grande abraço!

Fernando Andrade
www.pessoasetecnologia.com.br
fernando@pessoasetecnologia.com.br
(11) 9 9943-4909, 3214-0519