Haja estômago!

Mosteiro São Bento - Natal Iluminado São Paulo 2018

Ar condicionado e professor não combinam, a garganta sempre sofre. A minha ficou inflamada, uma bactéria oportunista aproveitou, a inflamação virou infecção, os antibióticos e anti-inflamatórios entraram em cena.

Deu certo, minha garganta está 100% normal, a voz voltou com força total e as aulas continuam muito boas. Modéstia à parte! E o estômago? Ah, esse pagou parte da conta, junto com o esôfago! Fiquei com uma gastrite leve, junto ganhei um refluxo e esofagite.

Veio em seguida o grande desafio, encontrar um médico competente. Que luta! Um deles, não me deu a menor chance de conversar na consulta, era visível a vontade dela que eu fosse embora rapidamente. Entregou um regime dizendo:

– Siga estas orientações. Se estiver fazendo outras coisas, continue!

Disse isso e já foi logo levantando, me dispensando. Tentei fazer algumas perguntas mesmo em pé, mas nem sei se ela refletiu, deu respostas rápidas já com a mão na maçaneta da porta.

Fui então a outro gastro, um que atendeu minha mulher há algum tempo. Como já tinha uma experiência com outra médica, comentei sobre os remédios que estava tomando. Sabe qual foi a resposta dele?

– Você já veio aqui com um tratamento pronto! O que mais você quer?

Pode isso? Tentei argumentar que queria uma segunda opinião, se deveria continuar o tratamento. Ele concordou e também foi me dispensando. Perguntei se deveria voltar depois de um tempo, quem sabe uma nova avaliação. “Daqui um mês”, disse aparentando contrariedade.

Quem ficou contrariado fui eu! Que absurdo o atendimento!

Mas a vida sempre reserva boas surpresas, é só ir atrás. Lembrei que há muito tempo, mais exatamente há sete anos, também tive uma crise de gastrite. Estava tomando remédios prescritos por um médico – mais um da categoria “incompetente” – e não estava funcionando. O “incompetente” então dobrou a dose! Uma dose cavalar!

Mudei a dose conforme recomendação? Claro que não! Mudei o médico (rs)! Felizmente encontrei um profissional bastante experiente – um digno da profissão que exerce – que ouviu meus argumentos, avaliou o tratamento já feito e simplesmente disse:

– Tomou os remédios? Relaxe, vai viver a vida! Em breve você vai colher os resultados!

Foi o que fiz! E funcionou! Em poucos dias já não estava sentindo qualquer problema. Amanhã volto a ele, tenho forte intuição de que ele vai avaliar o que estou fazendo e – de novo – mandar eu viver a vida!

É essa mesma vida que está a nosso favor, basta deixarmos. Ontem minha cunhada Bia falou sobre um gastro que a salvou de uma situação bem complicada há alguns anos. Um profissional muito competente, que além de avaliar os sintomas físicos, considera também a parte emocional. Afinal, estômago sofre muito – demais – as consequências de nossas emoções.

Se o médico que mandou eu viver a vida não corresponder às expectativas – algo que duvido – vou consultar este de minha cunhada. Certamente terei uma solução! Meu estômago e meu esôfago agradecem! Um excelente ano novo me espera! Minha agenda de treinamentos para o primeiro semestre já tem 40 eventos agendados!

Um FELIZ 2019 para todos nós! E um EXCELENTE Natal, bem no clima da imagem que abre este artigo!

Grande abraço!

Fernando Andrade
www.pessoasetecnologia.com.br
fernando@pessoasetecnologia.com.br
(11) 9 9943-4909, 3214-0519