Aula distante próxima

Só minha cachorrinha Victória acompanha presencialmente minha aula à distância

O Estadão publicou um amplo guia sobre o coronavírus, um dos artigos – do excelente Pedro Dória – fala sobre o impacto na economia destes meses parados. Para minha surpresa, o texto mostra um lado positivo que eu ainda não havia pensado.

Primeiro, o tom otimista e surpreendente é sobre aulas online:

“…nem tudo é perda ou atraso…se do ponto de vista dos produtos os meses perdidos terão impacto real, para a cultura digital pode ser diferente…uma experiência em escala que vai testar servidores e software, educar alunos e professores, e daí sairá um resultado rico”.

Educar alunos e professores? Achei brilhante esta colocação!

O artigo também fala sobre trabalho remoto:

“…muitas empresas, por precaução inevitável, mandarão seus funcionários para casa. Se sempre houve conservadorismo para lidar com a ideia de trabalho remoto, esta é também uma experiência de larga escala que, no fim, deixará muito conhecimento. Vantagens e desvantagens serão descobertas e sistemas, adaptados. A indústria digital vai sofrer. E a cultura digital, florescer”.

Já pensou se o trabalho à distância funcionar ainda melhor do que poderíamos imaginar? Quantos benefícios teríamos para gestão do tempo, qualidade de vida, produtividade, mobilidade urbana?

Fiquei pensando em minhas aulas presenciais nas grandes empresas, será que funcionariam à distância? Eu conseguiria explicar os recursos imbatíveis de uma tabela dinâmica Excel? Conseguiria motivar e encantar os alunos à distância?

Tenho um curso extremamente desafiador, é sobre a arte de escrever bem, com lógica, argumentação e poder de convencimento. Escrita de e-mails, relatórios, textos técnicos e até súmulas. Um desafio presencial, como seria à distância?

Bem, lembrei de vários cursos que realizei no ano passado sobre Outlook, todos à distância via Skype. Consegui explicar, convencer e motivar os alunos, todos distantes? Confesso que tinha dúvidas, muitas, na primeira turma, felizmente os resultados foram surpreendentemente positivos. Na primeira e em todas as demais turmas.

Estou preparando uma receita de bolo. Definitiva? Certamente não, conto com a cumplicidade de alunos e clientes para transformar estes momentos desafiadores em grandes resultados.

Estes são os seis pontos que já tenho em mente:

1) Aula distante com jeito de presencial
Ao vivo, com hora marcada. Ter um compromisso com dia e hora definidos aumenta demais o comprometimento dos alunos.

2) Ampla interação com os alunos
Em seus computadores, os alunos podem me ver, ouvir e acompanhar o que faço em meu notebook.

3) Dúvidas resolvidas no exato momento em que acontecem
Através de recursos de bate-papo, os alunos podem fazer todas as perguntas que quiserem.

4) Aulas de curta duração
Um curso presencial sobre dashboards de 8 horas pode ser ministrado em apenas 2 aulas de 2 horas à distância. Por quê? Exercícios podem ser feitos fora de aula!

5) Exercícios offline
Atividades propostas após cada bloco de 2 horas, resolvidas individualmente no momento mais adequado a cada participante.

6) Material didático digital passo a passo
Apostila ilustrada recapitulando cada explicação apresentada durante a aula ao vivo, pode ser usada para a realização dos exercícios propostos.

Funciona uma aula assim? Bem, pelo que já vi nas turmas de Outlook do ano passado, os resultados são surpreendentemente bons. A interação via bate-papo é muito mais produtiva do que sua versão presencial.

Veja dois exemplos.

Ao terminar uma explicação, procuro replicar uma aula presencial perguntando “quem gostou?”, “vocês já conheciam este recurso?” e “como vocês vão utilizá-lo em seus trabalhos?”. Todos prestam atenção na resposta de todos, muito mais intensamente do que em uma aula presencial.

E as dúvidas? Aqui a aula à distância se revela ainda mais poderosa. Há momentos em que nem consigo responder uma pergunta, outro aluno já leu a pergunta e já deu a resposta. E, tenho que confessar, às vezes melhores do que as minhas. Eu aprendo também!

Pois é, estes momentos de home-office podem ser o início de um novo mundo para todos nós! Um mundo muito melhor! Precisamos aproveitar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *