Reaprendendo a escrever. À mão!

Sou um grande fã da tecnologia! Não consigo mais viver sem um celular ou um notebook. Gosto tanto que hoje já não consigo mais escrever sem um teclado. Na frente de uma tela de computador o texto flui, as ideias brotam naturalmente. E no papel? Que desespero, rendimento quase nenhum! Confesso, invejo quem pega uma

Aula chata não!

– Amanhã sem falta vou cumprir minha meta de estudo! Prometo ver pelo menos uma aula do treinamento! Há algo errado! Fazer uma aula à distância não pode ser este desafio. Tem que ser prazeroso, agradável, didático. Não é! Estes tempos de quarentena estão nos ensinando a fazer tudo online, de tradicionais compras até academia.

Aula distante próxima

O Estadão publicou um amplo guia sobre o coronavírus, um dos artigos – do excelente Pedro Dória – fala sobre o impacto na economia destes meses parados. Para minha surpresa, o texto mostra um lado positivo que eu ainda não havia pensado. Primeiro, o tom otimista e surpreendente é sobre aulas online: “…nem tudo é

Holanda, um ano inteiro viajando

Estou praticamente no meio de uma viagem à Holanda, um passeio que terá durado um ano inteiro quando terminar. Pois é, adoro planejar uma viagem. Assim que cheguei de minha última aventura – Canadá, já no caminho do aeroporto para casa comecei a pensar nesta seguinte. Mas começar a preparar uma viagem com um ano

#VergonhaNaCara

Há quatro anos escrevi “É tudo questão de vergonha na cara”. Semana passada postei a imagem de um carro estacionado na ciclovia! Este tema sempre está comigo, o respeito ou não das pessoas. Ontem voltando para casa a pé, não consegui passar pela calçada, muita gente esperando ônibus, fui pela rua. Custava pensar nos outros

O que vivi no Nordeste

Acabei de chegar de uma viagem de duas semanas, estava no Nordeste. Que viagem! Que experiência! Que aprendizado! Fui a convite da Plan International Brasil, ONG que quer crianças e jovens construindo suas próprias histórias, quer suas comunidades conduzindo seus próprios desenvolvimentos. Eu tinha que participar de alguma forma. Fui então desmistificar o Excel, queria

Se eu fosse você

Adoro passear com minha cachorrinha! Se ela quer parar para cheirar algo, eu espero! Se quer atravessar a rua, eu a pego no coloco e vamos para a outra calçada. Se ela quer se coçar, paro de andar. O passeio é dela, não meu! Eu não gosto de cheirar e nem de me coçar (rs),