Holanda, um ano inteiro viajando

Estou praticamente no meio de uma viagem à Holanda, um passeio que terá durado um ano inteiro quando terminar.

Pois é, adoro planejar uma viagem. Assim que cheguei de minha última aventura – Canadá, já no caminho do aeroporto para casa comecei a pensar nesta seguinte.

Mas começar a preparar uma viagem com um ano de antecedência? Certamente, as vantagens são muitas! Primeiro, aumenta muito minha vontade de conhecer o que estou pesquisando; segundo, torna o passeio bem mais produtivo!

Vejam só como é muito bom viajar antes de viajar.


1. Leitura descompromissada, um lazer puro.

Durante quatro meses mais ou menos – de julho a outubro a viagem da vez é Holanda – naveguei por sites, li artigos em jornais e revistas, conversei com pessoas e montei uma lista ampla de lugares que merecem uma visita.

Guardei tudo nos Favoritos do Google Chrome.

2. A escolha dos melhores locais, a viagem começa a virar realidade.

Nesta fase, já comecei a andar – virtualmente – pelas cidades. Durante mais três meses – novembro a janeiro – li o material que separei e marquei no Google Maps os locais que faço questão de conhecer.

Cada ponto marcado tem uma breve descrição justificando a visita. Como coloco os pontos em um mapa – esta é uma fase muito prazerosa no planejamento – meu deslocamento nas cidades fica muito fácil. É a produtividade totalmente a meu favor!


3. A sintonia fina: da hospedagem e chip de celular ao cartão de transporte público.

Hora de reservar quartos, pensar na conexão durante a viagem e até no funcionamento transporte público. Para a Holanda, começarei esta etapa agora em fevereiro e irei até abril.

Nesta fase, Airbnb e booking.com são essenciais, além dos sites das empresas de telecomunicações e transporte dos locais de destino. É também um jeito de já ir conhecendo o modo de vida de quem mora nas cidades que visitarei. Minha expectativa aumenta cada vez mais!

Ah, a imagem acima mostra a casa em que fiquei hospedado em Montreal via Airbnb, já que a viagem para a Holanda ainda vai acontecer.


4. A viagem de fato, a planejada e a inesperada!

Sabe o que é bom neste planejamento todo? Cumprir apenas parte (rs), já que nas próprias cidades é que realmente vejo o que fazer. Mas sempre tendo em mente o planejamento.

Por exemplo, em meu recente passeio no Canadá, o último dia em Vancouver foi um improviso só, procurei visitar locais que havia marcado no mapa que não conhecia ainda. Felizmente deu tempo!

Muitos pontos visitados, muitos improvisos, muita coisa boa acontecendo. Inesquecível? Não exatamente, até porque nossa memória é curta demais e muitos são os locais. Felizmente tenho meu blog Fernando Viajando com o dia a dia de cada passeio.


Mal posso esperar a viagem para a Holanda.

Ah, se você tem alguma dica, vou gostar muito. Afinal, estou bem no meio do planejamento.


Um abraço grande,


Fernando Andrade
Professor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *