O que vivi no Nordeste

Sala de aula em Codó

Acabei de chegar de uma viagem de duas semanas, estava no Nordeste. Que viagem! Que experiência! Que aprendizado!

Fui a convite da Plan International Brasil, ONG que quer crianças e jovens construindo suas próprias histórias, quer suas comunidades conduzindo seus próprios desenvolvimentos. Eu tinha que participar de alguma forma.

Fui então desmistificar o Excel, queria que os colaboradores da Plan entendessem melhor a ferramenta e assim tivessem mais tempo para seus trabalhos que importam, aqueles feitos nas comunidades.

Primeiro destino, São Luís no Maranhão. Cheguei em uma 6ª feira, queria o sábado e domingo para entender a região.

Deixei a mala no hotel, peguei um ônibus urbano e fui para o centro histórico. Comentei com a cobradora onde iria descer, alguém ouviu e se aproximou oferecendo ajuda. Disse que ficaria um ponto antes, mas que poderia ir comigo.

Não vou negar, fiquei desconfiado. Puro preconceito meu, a ajuda era mesmo sincera. O Alecsandro queria mesmo ser gentil, ficou um tempão passeando comigo.

Solidariedade nordestina! Este foi minha primeira experiência.

A aula para os colaboradores da Plan foi incrível, nunca vi tanta vontade de aprender. Com muito bom humor e energia. Três dias intensos, cursos de Excel nos níveis básico, intermediário e avançado.

Vontade, a segunda experiência.

Próximo destino, Teresina. Cheguei na sala de aula e sugeri um novo layout para mesas e computadores. De imediato, todos se mobilizaram e rapidamente tudo já estava organizado.

Experiência piauiense, flexibilidade!

A viagem não foi só de aulas, eu precisava encontrar pessoas. Há alguns anos venho acompanhando a história da Maria Vitória, hoje com três anos. Ela mora em Paraibano, 5 horas de viagem a partir de Teresina, eu tinha que aproveitar.

Lá fui eu para Paraibano!

Não bastou alguns poucos minutos na cidade, na casa da Maria Vitória, para eu me sentir totalmente em casa. A Sandra e o Franco, pais dela, me receberam como um rei. O irmão dela, Francisco Emanoel, falou no dia seguinte:

Parece que o Tio Fernando sempre morou aqui com a gente!

É, eu me senti mesmo em casa! Também, toda hora a Maria Vitória me abraçava e dizia:

Eu gosto de tu!

É muito amor!

Mais uma experiência, amizade. Amizade, carinho, respeito! Família!

Última destino, Codó.

Em minhas aulas sempre peço para as pessoas fazerem exercícios práticos, assim consigo ver se todos estão realmente aprendendo. Ali naquela sala de aula ninguém sossegava enquanto não fizesse uma planilha exatamente como eu havia sugerido.

Experiência desta vez, comprometimento!

Hoje já de volta a São Paulo, não paro de pensar em tudo o que aconteceu, em tudo que aprendi, em todas as pessoas que conheci! Engraçado, antes Maranhão e Piauí eram apenas estados do Nordeste, hoje são … Maranhão e Piauí. Dois locais únicos, agora fazem parte de minha vida!

Inesquecível!

Turma em São Luís
Alunos em Teresina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *